Instituto Lula

Menu

Araçuaí: População fala sobre o Mais Médicos

25/10/2017 09:12

Sebastião Vaz Vieira. Foto: Kamilla Ferreira/Agência PT

Por Pedro Shibai
Da Agência PT de Notícias 

Os primeiros médicos cubanos que chegaram no Brasil pelo programa Mais Médicos, lançado em 2013 no governo da presidente Dilma Rousseff, ainda são lembrados em muitas das comunidades que atenderam.

Em Minas Gerais, no município de Araçuaí, que será visitado na viagem de Lula Pelo Brasil, há povoados atendidos pelo programa que celebram as melhorias na saúde e ainda lembram dos primeiros médicos a chegar.

“O atendimento foi ótimo, principalmente o doutor Bernardo, que esteve aqui no início, que deixou muita amizade e muita recordação boa. Foi um ótimo médico cubano”, relembra Sebastião Vaz Vieira, morador da vila de Engenheiro Schnoor.

“Quem está substituindo ele é outra cubana, ótima pessoa também, mas o Bernardo foi o primeiro e teve um bom entrosamento com a comunidade. Visitava as casas, família por família”.

“Foi entregue também uma UBS nova no ano passado, porque a gente só tinha aqui um posto pequeno, agora temos a UBS que deu mais conforto para nós da comunidade. Aumentou o espaço físico, tem o atendimento odontológico, que ampliou bastante, enfermeira própria, agentes de saúde, tudo completinho”.

Para Sebastião, o que marcou os governos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da presidenta Dilma foi o conjunto de políticas públicas, especialmente na zona rural.

“Avalio o governo como bom, porque foi mudança boa na região da zona rural, trouxe Luz para Todos, agora vieram os médicos para reforçar, os médicos vieram de fora, de Cuba. É uma coisa que a gente tinha assistência muito precária na saúde, aí melhorou, vamos dizer que 60%, porque antes nem 20% era. Hoje temos médicos duas vezes na semana e antes era só uma vez ao mês”.

Até 2016, Araçuaí recebeu cinco médicos pelo programa Mais Médicos, beneficiando um total de 17 mil famílias. Além disso, o município recebeu três equipes de saúde bucal pelo programa Brasil Sorridente e 11 farmácias da rede Aqui Tem Farmácia Popular.

Kamilla Ferreira/Agência PT

“Gostei do Mais Médicos e todo mundo gosta”, diz Maria Nilma Estevez

Maria Nilma Estevez é outra moradora da região que elogia o programa. “Eu era uma pessoa muito cheia de problemas, eu tinha um reumatismo que era só Jesus que dava jeito, mas quando veio doutor Bernardo, ele tratava de mim, passava os remédios direito, eu tomando e até hoje graças a deus não sinto nada”, relembra

“Agora estou sendo acompanhada pela doutora Jurema, de quatro em quatro meses eu faço a consulta no posto de saúde. Gostei do Mais Médicos e todo mundo gosta. Além de médicos tem dentista também, que toda semana vem”.

Para o aposentado José Afonso Alves Vieira, morador do povoado de Alfredo Graça, o atendimento ficou mais ágil e melhor após o Mais Médicos.

Kamilla Ferreira/Agência PT

José Afonso Alves Vieira

“Esse programa foi essencial aqui, porque a gente ficava na fila, sofrendo. Isso foi uma beleza, e se acabar a gente vai sofrer”, avalia.

“Melhorou muito Araçuaí, o próprio hospital da cidade, no tempo que era outra administração, tratava a gente muito mal. Hoje a gente chega lá, é muito bem tratado. Em matéria de administração do PT na nossa região está uma beleza e no tempo de Lula estava uma beleza”.

Atualmente a cidade de Araçuaí é governada pelo prefeito Armand Paixão, do PT de Minas Gerais, que elogia a formação humanista dos médicos cubanos. “Escutam e acolhem mais as pessoas, dão um atendimento melhor”.

Kamilla Ferreira/Agência PT

Cleude destaca o aumento da frequência de médicos na vila

Para Cleude Lopes Santos, moradora da vila Alfredo Graça, “melhorou a saúde porque antes o médico vinha só uma vez por mês, agora vem uma vez por semana, ficou bem melhor”.

Ela avalia que “o programa Mais Médicos foi muito bom. Teve o médico Bernardo, que foi o primeiro, ficou muito tempo aqui. Tenho só a agradecer a ele, foi bom para todo mundo, para mim foi ótimo, ficou quatro anos com a gente”.

Outra moradora satisfeita é Sheila Luana Barbosa. Ela conta que a filha tinha suspeita de microcefalia e só foi atendida após o Mais Médicos.

“Minha menina hoje está com cinco anos e havia uma suspeita de que ela estava com microcefalia. Eu passava sempre no posto de saúde e só ficavam me enrolando. Aí com o Mais Médicos, eu passei com um cubano aqui, fui em Belo Horizonte, fiz a tomografia e sei que ela não tem nada, graças ao Mais Médicos. Acho que o atendimento melhorou 100%”.

Lula pelo Brasil

A viagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Minas Gerais, que acontece em outubro, é a segunda etapa do projeto que ainda deve alcançar as demais regiões do Brasil.

Em agosto e setembro, Lula pegou a estrada e percorreu os nove estados nordestinos, visitou inúmeras cidades, ouviu e conversou com o povo.


Por Pedro Sibahi, enviado especial à caravana Lula pelo Brasil em Minas Gerais, para a Agência PT de Notíciasdsfssfdsfsd