Instituto Lula

Menu

Brasileiras tomam as ruas por garantia de direitos

14/03/2017 17:18

Ativistas expõem os cartazes do #MemorialDaDemocracia em Porto Alegre Foto: Cíntia Barenho

As mulheres tomaram as ruas em todo o Brasil neste 8 de março. Se unindo ao chamado internacional que propôs uma greve geral da população feminina, elas deram as mãos e levantaram a voz para defender direitos e dizer não aos retrocessos.

O Memorial da Democracia participou da ação em alguns estados, colaborando com a produção de materiais gráficos sobre esta causa. Foram distribuídos lambes e adesivos em marchas, atos e outras atividades relacionadas ao empoderamento da mulher no campo e na cidade.

Um dos cartazes distribuídos pelo #MemorialDaDemocracia com os dizeres "Lute como uma mulher" homenageou Margarida Maria Alves, símbolo da luta das mulheres no Brasil. Presidenta do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Alagoa Grande, na Paraíba, em 12 de agosto de 1983 Margarida foi assassinada por encomenda de fazendeiros.

Milhares de Mulheres foram às ruas em Brasília

Milhares de mulheres foram às ruas em Brasília. Foto: Thaisa Magalhães

Ilustrado  imagens de mulheres como Pagu, Olga Benário e Nise da Silveira, outro cartaz trouxe à tona o exemplo das brasileiras da década de 30, vanguardistas no enfrentamento do patriarcado no país. Um dos adesivos confeccionados para o Dia Internacional da Mulher destacou o poder da memória na luta por justiça social com a frase "Lembrar é resistir".

O 8 de março de 2017 repercutiu a capacidade de mobilização dos movimentos de mulheres  em todo o mundo. Munidas de suas próprias trajetórias, as mulheres enfrentam e superam obstáculos, violências, velhos paradigmas de gênero, preconceitos e avançam na construção de mundo mais justo para esta e as próximas gerações.

O Instituto Lula e o Memorial da Democracia se somam a esta luta diária. Pela memória de TODAS! Pela vida de cada uma! Nenhuma mulher a menos!