Instituto Lula

Menu

É impossível o país estar bem se a cidade não estiver

04/09/2017 09:08

Ex-presidente Lula é recebido em Timo, no Maranhão. Foto: Ricardo Stuckert

“Eu não conheço outro momento na História do Brasil em que as cidades foram mais respeitadas do que no período em que eu fui presidente”, afirmou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao receber o título de cidadão da cidade de Timon, no sudeste do Maranhão, na divisa com o Piauí, neste domingo (3). O ato foi parte da programação do projeto Lula Pelo Brasil.

Lula lembrou que em seu governo foi criado o Ministério das Cidades e uma secretaria dentro da Casa Civil especialmente para receber os prefeitos.

O domingo, 18º dia de Lula Pelo Brasil, foi cheio para o ex-presidente e a comitiva que o acompanha no percurso de mais de 4 mil quilômetros por nove estados do Nordeste. Foram três atos em três cidades diferentes.

Lula começou logo cedo, em Altos (PI), no Ato Mais Habitação, Mais Cidadania, seguiu para a capital piauiense, Teresina, onde falou para a juventude no Ato “O Brasil Não Abre Mão Do Seu Futuro”, e encerrou o domingo em Timon, já no estado do Maranhão, último da caravana Lula Pelo Brasil.

Em Timon, o Centro de Convenções Municipal ficou cheio para o ato em que Lula recebeu o título de Cidadão Timonense. A cidade de 166 mil habitantes é separada da vizinha Teresina pelo Rio Parnaíba. O ex-presidente subiu ao palco por volta das 17h45 e recebeu o carinho do público, como se tornou marca registrada durante toda a jornada pelo Nordeste.

Emocionada, estudante Carla Patrícia, que pode fazer mestrado e doutorado no exterior graças ao Ciência Sem Fronteiras, agradeceu a Lula pela oportunidade. “A educação é base de tudo, tudo passa pela educação, médicos, juízes, doutores. Muitas pessoas humildes como eu puderam estudar graças aos programas sociais do presidente Lula”.

Estavam presentes no ato o prefeito de Timon Luciano Leitoa (PSB), o governador do Piauí Wellington Dias (PT), a deputadora federal Benedita da Silva (PT-RJ), o senador Lindbergh Farias (PT-RJ), a senadora Regina Souza(PT-PI), o líder do PT na Câmara Carlos Zarattini (SP), entre outros.

Lula: “É impossível o país estar bem, se a cidade não estiver bem”
Após receber o título de Cidadão Timonense do presidente da Câmara Municipal, vereador Uilma Resende (PDT), e do vereador Ramon Júnior (PP), autor do projeto que entregou o título ao ex-presidente, Lula se dirigiu ao público e agradeceu a todos os presentes.

“Não é possível o país estar bem, se os estados não estarem bem. É mais impossível ainda o país estar bem, se a cidade não estiver bem. Não é no Brasil ou no estado do Maranhão que as pessoas moram, é nas cidades. Vocês moram aqui em Timon. É aqui que vocês vivem, vão pra escola, usam os hospitais, fazem compras”, afirmou.

Lula disse que não. conhece outro momento na História do Brasil em que as cidades foram mais respeitadas do que no período em que foi presidente. “Criei o Ministério das Cidades e, dentro da Casa Civil, uma secretaria só pra receber os prefeitos. Na Caixa Econômica Federal criei uma diretoria para ouvir os prefeitos sobre os projetos dos municípios e ver como a Caixa poderia ajudar”, lembrou.

“Quando fizemos o PAC, ouvimos os governadores, os prefeitos das capitais, os prefeitos de outras cidades, para saber qual obra cada cidade precisava. Eu duvido que tenha um prefeito de qualquer partido, DEM, PSDB… que diga que eu o maltratei por conta do partido. Era proibido deixar de atender qualquer prefeito”.

Lula lembra também da Lei aprovada em seu governo que assegura uma transição pacífica nas prefeituras. “Eu já fui em cidade onde o prefeito tinha levado embora a chave da prefeitura, roubado motor de ambulância… Isso não pode acontecer”.

Lula encerrou com uma lembrança antiga que mostra o valor que os governos petistas dão aos municípios. “O PT, em 1985, foi disputar as eleições municipais e o Geraldo Vandré fez uma música pra gente, que falava assim: ‘uma cidade parece pequena se comparada a um país, mas é na minha, na sua cidade, que se começa a ser feliz’. Portanto obrigado por essa lembrança, que eu agradeço de coração”.

Da Agência PT de Notícias