Faça parte. Contribua. Aprenda.

Contribua e aprenda com grandes intelectuais.
Doe R$ 200 ou mais e ganhe um curso. — Professor do mês: Ricardo Lodi Ribeiro.

Instituto Lula

Menu

Há 12 anos, Lula recebia nos EUA o prêmio Estadista do Ano

19/09/2018 11:13

Foto: Ricardo Stuckert

Da Agência PT de Notícias

O mundo logo reconheceu o papel de Lula na construção de um mundo melhor – prova disso são os vários prêmios internacionais que ele recebeu desde que ocupou a presidência pela primeira vez. No dia 19 de setembro de 2006, o ex-presidente foi eleito o “Estadista do Ano”, pela Fundação Apelo à Consciência, ONG americana fundada nos anos 60 em defesa da liberdade religiosa e dos direitos humanos.

Ao entregar o prêmio nas mãos do então presidente, o rabino Arthur Schneier o saudou como “atual e futuro” chefe do executivo brasileiro e referiu-se a ele como “alguém que nos dá esperança e hoje é um dos mais importantes líderes da América Latina”. Horas antes, ele havia discursado na abertura da 61ª Assembleia Geral da ONU.

Foto: Ricardo Stuckert

Lula discursa na abertura da Assembleia Geral da ONU em 2006

Scheneier também elogiou a história de superação de Lula, filho de uma família de 8 irmãos que lutava contra a fome e a pobreza no sertão de Pernambuco. “Ele não cursou universidade, mas se graduou com honras na universidade da vida”.

No discurso de agradecimento, Lula defendeu a cooperação entre países dedicou o prêmio ao povo brasileiro. “Essa conquista não é só minha, é o reconhecimento daquilo que o conjunto da sociedade brasileira foi capaz de realizar. Portanto, quem hoje recebe essa homenagem não é apenas o Presidente do Brasil, mas, sobretudo, os meus concidadãos brasileiros.”

O Brasil estava em plena campanha eleitoral quando Lula recebeu a honraria. Quarenta e um dias mais tarde, ele seria consagrado presidente do Brasil mais uma vez com 58 milhões de votos.