Instituto Lula

Menu

Não é possível ir em frente sem esperança

28/08/2017 12:31

Lula dá entrevista a Denise Santos, da 95 FM. Foto: Ricardo Stuckert

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se declarou um vendedor de sonhos e esperanças. Em entrevista à rádio 95FM de Currais Novos, no Rio Grande do Norte, na manhã desta segunda-feira (28), o petista falou da sua caravana Lula Pelo Brasil, que está percorrendo todos os estados do Nordeste.

“Não acredito que o ser humano possa ir para frente se não tiver esperança de que amanhã as coisas serão melhores do que hoje. É esse tipo de vida que queremos construir e continuo andando pelo País para vender esperança e sonhos. E tentar mostrar para as pessoas que é possível sonhar à noite, levantar pela manhã e realizar esse sonho”, afirmou.

Lula acredita que poucos políticos teriam a coragem de fazer uma caravana como está, que se propõe a ouvir a população.

“Sinceramente, não sei quantos políticos teriam coragem de fazer o que estamos fazendo, ouvindo as pessoas, ou vindo seus depoimentos, mostrarem como venceram na vida, outros como foram prejudicadas. Mas todo mundo tem um brilho nos olhos de esperança”.

Lula recordou que esteve em Currais Novos na caravana de 1994 e que, a pedido da senadora Fátima Bezerra (PT-RN), voltou à cidade.

O convite da senadora Fátima não podia ser recusado.

“A senadora Fátima tem uma qualidade moral impressionante, estarei junto com ela em qualquer circunstância. Já faz tempo que ela é a maior liderança política no Rio Grande do Norte. É uma senadora brilhante”, elogiou.

Para o ex-presidente, é visível a transformação de Currais Novos após os governos do PT.

“A gente sente que houve uma evolução, a gente vê uma juventude muito bonita, parece que estão comendo as calorias e proteínas necessárias para a sobrevivência humana. E é uma cidade com um potencial de desenvolvimento. Eu saio feliz daqui, pelo carinho do povo”, garantiu.

Sobre a conjuntura nacional, o líder petista declarou que o povo está acompanhando de forma muita atenta o que está acontecendo no Brasil.

“A fato do governo estar em uma situação muito delicada do ponto de vista das pesquisas de opinião pública demonstra que o povo está acompanhando e sabe o que está acontecendo e o que não está acontecendo no Brasil”. E completou: “No Brasil, o governo não tem credibilidade. Ninguém acredita no que ele fala, tem só 5% de aprovação”.

Por Mariana Zoccoli, enviada especial ao Nordeste com a caravana Lula pelo Brasil, para a Agência PT de Notícias