Instituto Lula

Menu

No Ceará, sonho da faculdade foi realizado graças aos Fies

30/08/2017 13:36

A expectativa da maioria dos jovens que estão no Ensino Médio é seguir os estudos em um curso superior. Porém, para muitos esse foi um sonho inalcançável até o governo de Luiz Inácio Lula da Silva.

Criado pelo regime militar em 1976, o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES)  só foi se tornar uma política acessível à maior parte da população em 2010, quando sua taxa de juros foi ajustada de 6,5% para 3,4% ao ano.

A carência para iniciar para o pagamento também foi definida em 18 meses (1 ano e meio) após a conclusão do curso e o prazo para pagamento foi aumentado para até três vezes o tempo do curso.

“Sem o Fies eu não estaria hoje na faculdade realizando um sonho de criança”, conta a estudante de Medicina Débora Nathalia Matias, que está no 10º período do curso em Juazeiro do Norte, no Ceará.

“Eu decidi fazer Medicina no Ensino Médio. Sempre gostei da área da saúde, de cuidar, e me identifiquei muito, por questões da família também”, diz Débora.

“A família tem muitos médicos e eu sempre quis ser uma, e sempre vi que era um empecilho, porque na minha cidade a gente tem faculdade particular e eu não tinha condições de pagar o curso. Então, quando abriu o FIES, abriu uma janela para mim. Eu me dediquei muito a isso e hoje estou aqui, consegui”.

Debora relata que, em sua turma, cerca de 85% dos alunos utiliza o Fies e 10% é bolsista do Prouni.

“Com a gestão de Lula eu vi muitas mudanças, vi muita gente que não tinha condições conseguir um trabalho melhor, conseguir estudar, se formar, realizar um sonho, conseguir crescer. Teve muito disso”.

“Em relação à questão de educação que é a que me identifico mais, porque me ajudou bastante, muita gente ao meu redor, não só eu, mas minha irmã, primos, estão na faculdade pelo Fies”, completa.

Élida Calixto de Souza é outra estudante de Juazeiro que só consegue pagar os estudos por conta do Fies. Ela ingressou no curso de Direito em 2014 e já comemora a proximidade da formatura.

“Todo jovem tem aquele sonho e eu me identifiquei muito com o Direito. Tinha as outras universidades, mas eu via como um obstáculo, parece que eu gosto de coisa muito difícil e aí optei por uma universidade privada”.

“Só que tinha o programa de beneficiamento do Fies, aí eu fui, corri atrás, teve todo aquele processo seletivo para conseguir, a parte burocrática, tive que correr atrás de fiador, de tudo, e no fim das contas tudo deu certo, agora estou no sexto período do curso de Direito e a um passo de realizar meu sonho”.

Ela diz sentir uma eterna gratidão a Lula pela oportunidade que conseguiu na vida. “Sem o Fies eu nunca estaria aqui, não tinha a mínima possibilidade. Fez diferença demais e sempre que lembro, meu coração enche de gratidão”.

Elida ainda firma que seu caso não é o único, pois muitos amigos conseguiram chegar à universidade da mesma maneira.

“Eu tenho muitos amigos que sempre tiveram os sonhos e sempre tinha aquele obstáculo, mas graças aos benefícios do Lula foi possível de ser realizado”, finaliza.

Da Agência PT de Notícias