Instituto Lula

Menu

Sou acusado de ter dado oportunidades ao povo

26/10/2017 23:50

Lula em Francisco Sá. Foto: Ricardo Stuckert

Do Lula.com.br

O quarto dia da etapa mineira da caravana Lula Pelo Brasil encerrou com um ato na noite desta quinta-feira (26), na cidade de Francisco Sá, onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva relembrou as conquistas sociais no Brasil durante os governos do PT, responsáveis em transformar milhares de vidas nos últimos 13 anos. 

"Nesse tempo em que governamos o Brasil, conseguimos criar 22 milhões de empregos com carteira assinada, formalizamos microempresários e aumentamos o salário mínimo.Criamos o Prouni, fizemos universidades federais e os mais pobres passaram a entrar na faculdade", enumerou o ex-presidente.

Diante de uma multidão que o aguardava no centro da cidade mineira, Lula defendeu a ideia de que colocar o povo dentro da economia significa dar condições dignas de trabalho, além de gerar inclusão social às pessoas mais humildes. "Na hora em que conseguimos fazer o dinheiro começar a circular um pouco na mão dos mais pobres, a economia passou a girar".

Para ver as fotos do ato, acesse o Flickr do Instituto Lula.

Para o ex-presidente, o Brasil precisa outra vez de alguém que saiba dialogar com as pessoas mais humildes e com a classe trabalhadora. "Se eles acham que eu errei porque dei oportunidades aos mais pobres e fiz o Brasil ser respeitado, estou pronto pra ser julgado por isso nas urnas", reforçou Lula.

Temer
O ex-presidente voltou a criticar o governo ilegítimo de Michel Temer e o seu gasto de R$ 26 bilhões na compra de deputados para permanecer no poder. "Nos últimos dias, houve duas votações para evitar que o Temer fosse cassado. Se quiserem resolver o problema do Brasil, parem de roubar o país e parem de jogar a culpa nas costas dos mais pobres".

Caravana
Após o ato em Francisco Sá, a caravana Lula Por Minas Gerais seguiu para a cidade de Montes Claros, no norte do estado. Nesta quinta-feira (26), a caravana passou ainda pela cidade mineira de Salinas, onde o ex-presidente Lula visitou o Instituto Federal do Norte de Minas Gerais e participou de um ato no centro da cidade.