Faça parte. Contribua. Aprenda.

Contribua e aprenda com grandes intelectuais.
Doe R$ 200 ou mais e ganhe um curso. — Professor do mês: Emir Sader.

Instituto Lula

Menu

“Vamos tirar boas lições dessa crise”, diz Boff após encontrar Lula

12/11/2018 20:49

Joka Madruga/PT

O ex-presidente Lula recebeu a visita do escritor e teólogo Leonardo Boff, nesta segunda-feira (12), data em que se completam 220 dias da prisão política do ex-presidente na Polícia Federal em Curitiba. “Nos abraçamos como velhos amigos. Ele está com um bom humor que me surpreendeu”, disse Boff após o encontro. “Vamos tirar boas lições dessa crise, sair melhores, mais purificados com nossas propostas de políticas sociais”, completou.

Boff contou que Lula afirmou querer um futuro bom para o Brasil e que o novo governo não poderá aumentar o sofrimento de quem já está penando com a crise econômica e política que maltratam o País. “As políticas implementadas pelo próximo governo não podem aumentar o sofrimento do povo que já está sofrendo. Se isso acontecer, serão inimigos do povo brasileiro”, disse.

Lula está com a alma serena, embora indignado porque sua condenação não tem nenhuma base material, relatou Boff. “Ele pensava que, passando a eleição, fossem liberá-lo, mas não liberaram e o usam como um troféu para sustentar as mentiras que contaram, especialmente aquela que o coloca como a cúpula de toda uma estratégia de corrupção. Eles sabem que é tudo mentira e não sabem como sair, então seguram o Lula preso para se justificar”, afirmou.

O ex-presidente voltou a desafiar que apresentem alguma prova sobre a condenação no processo do apartamento no Guaruja, que nunca foi dele. “Eles montaram uma versão que fez dele um chefe de quadrilha, mas não conseguem trazer nem uma prova. Vasculharam tudo, não encontraram nada”, disse Boff.

Lula e Boff conversaram sobre a nova realidade da comunicação social, que exige uma nova maneira de fazer campanhas eleitorais. “Usaram muita mentira, muita notícia falsa, comprometendo a própria democracia. Temos que enfrentar isso e nos defender”, finalizou.

Por Luis Lomba, da Agência PT de Notícias, direto de Curitiba