Faça parte. Contribua. Aprenda.

Contribua e aprenda com grandes intelectuais.
Doe R$ 200 ou mais e ganhe um curso. — Curso do mês: Filosofia e feminismo, com Marcia Tiburi.

Instituto Lula

Menu

Autores publicam livro ʽAs cartas que Lula não recebeuʼ

25/06/2019 09:51

Foto: Pedro Carrano

Do Brasil de Fato

A manhã do dia 25 (terça) foi marcada na Vigília Lula Livre pela crítica ao Supremo Tribunal Federal (STF), cuja Segunda Turma retirou da pauta o julgamento do recurso da defesa de Lula; foi marcada também pela presença de 400 militantes do MST e pelo lançamento do livro “As cartas que Lula não recebeu”.

Organizado pela editora Cleusa Slaviero, da editora curitibana Compactos, a coletânea envolve textos, crônicas e artigos de sindicalistas, escritores, educadores do MST, entre outros.

O trabalho se soma a outros livros de organização coletiva de autores sobre os temas do golpe e da prisão de Lula, caso da coletânea chamada “Crônicas da Resistência”, em 2016, à época com a participação de 85 autores.

O livro conta com prefácio do candidato à presidência em 2018, Fernando Haddad (PT), que escreveu:

“Aquele operário, que tinha apenas um curso de torneiro mecânico do Senai, trocou o macacão pela toga das mais respeitadas universidades em todo o mundo, as quais o homenagearam com os mais diversos títulos”, descreve.

Na parte da tarde, a Vigília segue contando com atividades artísticas. Os artistas gráficos Rudy Style, Mikho e Mipoh participam do chamado “Boa tarde presidente Lula” fazendo uma arte de grafite com o mote "Lula Livre" improvisada em compensado de madeira. Ao longo da tarde, realizam grafites na Vigília Lula Livre.

Edição: Redação Paraná