Instituto Lula

Doe agora
Menu

“Seremos milhões”: Evo Morales retorna à Bolívia

10/11/2020 09:59

Evo Morales foi recebido com festa pela população de Villazón / Foto: Reprodução

Por Rede Brasil Atual

O ex-presidente Evo Morales está de volta à Bolívia. Nesta segunda-feira (9), um ano após o golpe que o obrigou a renunciar o cargo e a deixar o país, ele atravessou a fronteira da Argentina e voltou à sua terra natal pela cidade de Villazón, onde foi recebido por uma multidão que festejava o retorno. De acordo com o jornal Argentino Página 12, Evo pisou em solo boliviano por volta das 11h, anunciando: “voltaremos e seremos milhões”, disse, lembrando fala histórica do líder indígena aimará, Tupac Katari. A “profecia” virou lema para Evo desde 11 de novembro de 2019, quando foi deposto e também dá nome ao seu livro, lançado em agosto.

Acompanhado de uma comitiva de exilados políticos formada por 145 cidadãos bolivianos, incluindo 17 ex-funcionários, a travessia marcou a caravana intitulada “de volta à Pátria”, que teve início já neste domingo (8). Da cidade de San Salvador de Jujuy, na Argentina – o país que o acolheu quando deixou o México, em dezembro –, Evo Morales ainda compartilhou um vídeo narrando sua trajetória do golpe até hoje. Destacando que a Bolívia “sofreu um dos piores momento de sua história, quando, em cumplicidade com a OEA (Organização dos Estados Americanos), diversos grupos de poder realizaram um golpe, ignorando a vontade popular”. 

A volta à Bolívia se dá um dia após a posse do novo presidente da Bolívia, Luis Arce, recém eleito. O resultado da eleição, foi sintetizado pelo próprio Evo Morales, em vídeo: “a Bolívia recuperou sua democracia”.

Caranava histórica

Em seu relato, de pouco de quatro minutos, o líder do Movimento ao Socialismo MAS, o partido de Evo e Arce, agradeceu ao presidente da Argentina, Alberto Fernandez, com quem se encontrou nesta segunda. Antes de Evo cruzar a fronteira, o líder argentino declarou sua “honra de tê-lo entre nós”. “Viva a Argentina, viva a Bolívia, viva a América Latina”, saudou Fernandez em discurso. Evo também agradeceu o apoio do presidente do México, Andrés Manuel López Obrador e dos ex-presidentes brasileiros, Luiz Inácio Lula da SIlva e Dilma Rousseff.

O ex-presidente deve agora percorrer mais de mil quilômetros até a zona de produção de folhas de coca, em Chimoré, Cochabamba. Foi naquela região onde Evo iniciou sua trajetória política e que o espera com faixas e grafites com a frase “Volte Evo”. O líder do MAS deve chegar à cidade na quarta (11). Todo o percurso será acompanhado por cerca de 800 carros e com paradas para atos políticos em três departamentos bolivianos

Alba TV
A cidade de Villazon em festa, nesta segunda (9), com o retorno de Evo Morales (Foto: Alba TV)
Alba TV
Evo Morales é recebido pela população de Villazon, de onde segue até Chocabamba (Foto: Alba TV)

Redação: Clara Assunção