Instituto Lula

Menu

Assembleia do Instituto Lula elege diretoria para o triênio 2017-2020

10/08/2017 19:58

Paulo Okamotto, atual presidente do Instituto, ao lado de Lula e de Paulo Cayres, presidente da Confederação Nacional dos Metalúrgicos. Foto: Mauro Calove

Na manhã desta quinta-feira (10), a 25ª Assembleia Geral do Instituto Lula elegeu sua nova diretoria. Para o triênio 2017-2020 o Instituto passa a contar com três diretoras e dois diretores.

Para baixar fotos em alta resolução do encontro, acesse o Flickr do Instituto Lula . 

Tamires Sampaio, de 23 anos, é a mais nova a ocupar um cargo de diretoria desde a fundação do Instituto, em 2011. Mestranda em direito, ela foi vice-presidenta da União Nacional dos Estudantes e a primeira mulher negra a presidir o Centro Acadêmico de Direito da Universidade Mackenzie. Também foi eleita Juvândia Leite, ex-presidenta do Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região e atual vice-presidenta da Contraf, a Confederação Brasileira dos Trabalhadores do Ramo Financeiro. Denise Dau, secretária municipal de Política para Mulheres durante a gestão Fernando Haddad em São Paulo foi a terceira mulher eleira para a nova diretoria. Foi escolhido ainda o nome de Rafael Marques, ex-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC também é novo nome na diretoria do Instituto. O único diretor reeleito para o novo triênio é Paulo Okamotto, que ocupou o cargo de presidente durante a última gestão.

Um dos pontos da pauta desta reunião foi a demissão e inclusão de novos nomes no Conselho do Instituto e ficou decidida a inclusão de 16 novos conselheiros.

Aristides Santos (secretário da Contag)
Denise Dau (ex-secretária de Políticas para Mulheres da Prefeitura de São Paulo)
Eduardo Suplicy (vereador)
Fernando Haddad (ex-prefeito de São Paulo)
Ivone Silva (Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo)
Juliana Cardoso (vereadora)
Luiz Marinho (ex-prefeito de São Bernardo do Campo)
Luiz Turco (deputado estadual)
Maria Izabel Azevedo Noronha (Bebel, presidenta da APEOESP)
Marcia Lia (deputada estadual)
Paulo Cayres (presidente da Confederação Nacional dos Metalúrgicos)
Paulo Fiorillo (vereador)
Tamires Sampaio (ex-vice-presidente da UNE)
Teonílio Monteiro da Costa (Barba, deputado estadual)
Vagner Freitas (presidente da CUT)
Wagner Santana (Wagnão, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC)

A reunião teve ainda a apresentação e aprovação das contas do Instituto.

Clara Ant, Luiz Dulci e Paulo Vannuchi deixam a diretoria do Instituto Lula após dois triênios de contribuições essenciais para a construção e o desenvolvimento da entidade.

Conjuntura internacional
Logo em seguida à Assembleia, o Instituto Lula prosseguiu em reunião dedicada à conjuntura internacional. José Graziano, diretor-geral da FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação), o diplomata Celso Amorim, ex-ministro da defesa, e Antonio Prado, secretário da CEPAL (Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe) falaram sobre a situação geopolítica na Europa, a situação de desemprego no mundo, refugiados, América Latina, África e o sistema Nações Unidas na era Trump.