Faça parte. Contribua. Aprenda.

Contribua e aprenda com grandes intelectuais.
Doe R$ 200 ou mais e ganhe um curso. — Professor do mês: Ricardo Lodi Ribeiro.

Instituto Lula

Menu

Há 35 anos: Combativa e autônoma, CUT nasce pela base

28/08/2018 13:18

Foto: Ricardo Stuckert

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) nasceu em 28 de agosto de 1983, em São Bernardo do Campo, após aprovação do Congresso Nacional da Classe Trabalhadora. A primeira central sindical criada após o golpe de 1964 foi também a primeira no país a ser lançada pela base.

A primeira reivindicação da CUT foi a retirada de um decreto-lei, em tramitação no Congresso, que limitava os reajustes salariais a 80% do índice de inflação do período. O plano de lutas aprovado no congresso exigia também o fim da Lei de Segurança Nacional e da ditadura, o cancelamento dos acordos com o FMI, a reforma agrária, reajustes trimestrais dos salários e liberdade e autonomia sindical.

A criação da CUT foi um desafio à legislação sindical, que proibia a organização dos trabalhadores de diferentes categorias numa só entidade. A CUT foi desde o princípio a maior central sindical brasileira e tornou-se a maior da América Latina. Hoje, 35 anos depois, a CUT enfrenta mais uma vez um período de Estado de Exceção e luta contra um golpe que retirou do governo uma presidenta legitimamente eleita e mantém como preso político a maior liderança popular do país. 

Esse e outros episódios estão registrados no Memorial da Democracia, o museu virtual do Instituto Lula dedicado às lutas democráticas do povo brasileiro.