Faça parte. Contribua. Aprenda.

Contribua e aprenda com grandes intelectuais.
Doe R$ 200 ou mais e ganhe um curso. — Professor do mês: Emir Sader.

Instituto Lula

Menu

Instituto Lula e FPA lançam "O Brasil de Amanhã"

21/09/2018 23:20

Foto: Sergio Silva/FPA

Em parceria com a Fundação Perseu Abramo, o Instituto Lula lançou nesta sexta-feira (21) o livro “O Brasil de Amanhã”, organizado por Jorge Mattoso e Ricardo Carneiro, que apresenta 11 textos que sintetizam um ano de trabalho do Coletivo de Economistas do Instituto Lula, em São Paulo.

A ausência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sentida por todos, foi citada na abertura pelo presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto: “Lula certamente estaria aqui se não estivesse sendo vítima de uma injustiça”. Okamotto falou também a perseguição sofrida pelo Instituto e sobre o papel nas formulações de políticas públicas para o Brasil.

“Infelizmente nos últimos anos tivemos muitos anos uma intensa batalha contra aqueles que tentam derrubar a democracia. Mas temos convicção de que a história tratará de corrigir estes erros. Nossos economistas estão ajudando a fazer uma grande reflexão para pensar em saídas para o Brasil. Estamos num momento complexo e por isso quanto mais cabeças pensando o futuro do país, melhor. E é esse o papel que estão cumprindo”.

O economista Jorge Matoso lembrou que o Coletivo surgiu a partir da inquietude do presidente Lula em discutir saídas para o Brasil. “Foi ele e o Marco Aurélio Garcia que pediram para criar um grupo de economistas para discutir. Lula sempre participou, colocava problemas, divergia, questionava”. Ele reiterou ainda que Lula estava preocupado com o olhar sobre o presente. “Não se tratava apenas de trazer os mais velhos para a mesa de discussão. Ele pediu para que se chamasse os jovens, economistas, professores e que contribuíram muito com o grupo. Isso foi um elemento extremamente importante”.

Ricardo Carneiro, professor titular da Unicamp, dedicou seu artigo a Marco Aurélio Garcia, que estava escrevendo um artigo intitulado "O Brasil de Amanhã". "O meu artigo foi uma tentativa de responder alguns questionamentos pessoais e focar na experiência econômica dos governos petistas. Eu me dediquei a discuti-los e pensar em alguns temas. A primeira questão foi a da distribuição de renda e conseguimos avançamos importantes. Mas fizemos muito sobre [a valorização do] salário mínimo e infelizmente não tivemos força política grande para fazer uma reforma tributária".

A economista Esther Dweck, da UFRJ, fechou o debate pensando no futuro: "A política econômica dos governos Lula e Dilma fortaleceu os mecanismos de distribuição de renda. Mas precisamos repensar a tributação regressiva. É absurdo que quem compra um carro 1.0 tenha que pagar IPVA e quem tem um jatinho ou um iate não pague imposto". 

O livro

O livro "O Brasil de Amanhã", lançado na última sexta-feira (21) já está disponível de graça na loja virtual do Instituto Lula e também para download diretamente no site da Fundação Perseu Abramo. Todos os produtos da Loja virtual do Instituto Lula são contrapartidas a doações feitas ao Instituto. O livro recém-lançado pode ser adquirido de graça ou, se você preferir, por meio de uma doação de R$ 30 para o Instituto.

Assista o debate na íntegra: