Instituto Lula

Menu

Movimento negro organiza ato contra as violações na Cracolândia

26/05/2017 11:51

Foto: Pedro Borges

Texto e Foto: Pedro Borges
Do site Alma Preta 

Ativistas do movimento negro e de diversos movimentos sociais articulam protesto contra as medidas higienistas na região da Cracolândia. A concentração do ato do dia 26/05, sexta-feira, tem início às 16h, na Praça Patriarca, centro.

De acordo com pesquisa da Open Society, 68% dos moradores da região se autodeclaram pretos ou pardos. 37% das pessoas na época eram mulheres e 5% transexuais.

Abisogun Olatunji, da União dos Coletivos Pan-Africanistas (UCPA), acredita que a ação na Cracolândia faz parte de uma política genocida do povo preto. “Temos que entender que o que está ocorrendo não é um ponto fora da curva e nem começou e nem vai terminar com Alckmin e Dória. Essa politica racista, eugenista e higienista, e essa criminalização da pobreza, fazem parte do modus operandi adotado pelo Brasil desde o final do Século XIX”.

Para ele, é fundamental que organizações do movimento negro e entidades sociais ligadas aos direitos humanos se posicionem contra as medidas adotadas neste território.