Instituto Lula

Menu

No Porto do Itaqui: Governo deve induzir do crescimento

06/09/2017 07:54

Governador Flavio Dino e Lula durante visita ao Porto do Itaqui. Foto: Ricardo Stuckert

“Eu relutei muito para me candidatar à reeleição. No segundo mandato, temos que ser melhores do que no primeiro”, lembrou o ex-presidente Lula, durante visita ao Porto de Itaqui, em São Luís (MA), na manhã desta terça-feira (5), com o projeto Lula Pelo Brasil.

Segundo Lula, quando você governa e tem projetos, a economia flui, mas se você se limitar apenas a ideias, nenhum investimento aparecerá.

“No segundo mandato, criamos o PAC e convocamos a comunidade científica para nos ajudar a elaborar as estratégias do país. A imprensa sempre nos cobrava resultados, mas decidimos prestar contas a cada três meses”, afirmou.

Para Lula, o governo é a locomotiva e a máquina pública é a estação. “A coisa mais triste é quando o governo decide governar baseado em números, palpites e esquece do povo.”

Em meio às incertezas do futuro do país, os inúmeros projetos de privatizações por parte do governo golpista, além das diárias retiradas de direitos dos trabalhadores, o governador do Maranhão, Flávio Dino disse que o povo brasileiro não deve desanimar.

“Um dos objetivos desta visita é apresentar uma empresa pública, eficiente e rentável. Não aceitamos o discurso de que para ser eficiente tem que ser privatizado, essa empresa é a prova disso. Nós somos o 5º maior porto público do Brasil, além de eficiente, somos uma empresa que investe”, disse.

Para o governador, é fundamental que o povo continue a pensar grande e sem perder as esperanças de que o Brasil terá um futuro melhor.

“Sem esperança ninguém se move, o que transforma é o otimismo. Somos ousados, aqui ninguém pensa pequeno, pensamos grande para o Maranhão. Muitos querem que o Brasil se apequene, mas nós colocamos metas altas e acreditamos num país grande”, afirmou.

O ex-presidente Lula concorda e ressaltou que “o Estado não tem que ser estado-empresário, mas indutor do desenvolvimento”.

Para Lula, investir em políticas de desenvolvimento é o segredo para gerar uma boa economia.

“Quando o governo não tem credibilidade, não adianta, ninguém acreditará e muito menos vai querer investir. Não adianta o governo vender tudo, se você não tem uma política de investimento. O país só cresce se você implantar políticas de crescimento”, disse.

Lula é otimista e não vai deixar de lutar por um futuro melhor para o Maranhão e para o Brasil.

“Esse porto tem capacidade para crescer três vezes o tamanho atual. Quando o Porto do Itaqui melhorar, quem melhora não é o Flávio Dino, é o povo do Maranhão”, afirmou.

Veja como foi: