Instituto Lula

Menu

“Tiraram Dilma para barrar políticas sociais”

01/09/2017 09:56

Lula durante ato em Ouricuri (PE). Foto: Ricardo Stuckert

Em Ouricuri, Pernambuco, ex-presidente falou do rancor que a elite tem contra as políticas de inclusão dos mais pobres promovidas pelos governos progressistas

“A única razão que eu encontro para terem caçado a Dilma é para barrar as políticas sociais”, denunciou o ex-presidente Lula em discurso em Ouricuri, Pernambuco, um ano após o afastamento definitivo da presidenta democraticamente eleita Dilma Rousseff.

Lula, que está na cidade como parte da caravana Lula pelo Brasil, que percorre os estados do Nordeste até o dia 5/10, disse ainda que há um notável rancor da elite contra as políticas de inclusão social promovidas nos governos do PT.

“Foi o período em que mais se criou empregos, em que mais se deu aumento de salário. Hoje, vocês vêm na televisão que a coisa não tá boa”, denunciou.

“Essa elite perversa estava incomodada porque chegava no aeroporto e via pobre viajando de avião. Dizia que pobre não tem que andar de avião, tem que andar de ônibus. Quem é que disse que avião foi feito só para eles? Eles constroem avião? Não. Quem constrói é o trabalhador, então ele tem o direito de andar de avião, basta ter dinheiro”, prosseguiu.

“No meu primeiro ano de governo, os gerentes do Banco do Brasil tinham desaprendido a atender pobre. Quando chegava um coitadinho com o chinelo, achavam que o cara estava pedindo esmola, que ia roubar. Mas eram os grandões, com o charuto na boca, que iam roubar. Nós não. E nós fizemos as pessoas aprenderem a nos respeitar!”

Lembrando da infância difícil, Lula falou ainda sobre sua missão de tirar o Nordeste de sua história de esquecimento por parte do poder público e de pobreza. “Quem mora na Avenida Paulista, em Boa Viagem, em Copacabana, não sabe o valor de uma cisterna pra um sertanejo que passa meses e meses sem ter água.”

Mesmo com a voz já demonstrando sinais de cansaço após a longa jornada, Lula falou ao povo pernambucano com o coração.

“Não tem nada mais importante do que uma mãe saber todos os dias que a criança vai dormir com o buchinho cheio, que vai acordar e ter um copo de leite, um pão com manteiga. Eu provei que é possível isso, e tiraram Dilma porque o PT estava provando que o pobre não quer morar na senzala, ele tem direito de subir um degrau.”

“Eles têm como objetivo evitar que o Lula possa ser candidato a presidente, e por isso estão com processos contra mim. Eu desafio essa gente da Operação Lava Jato a apresentar R$ 1 de desvio nas minhas contas. Leio na imprensa a quantidade de mentiras que eles contam e, se provarem alguma coisa, tenho coragem de vir aqui pedir desculpas. Mas queria que, se não encontrarem, eles venham pedir desculpas a mim.”

“Se o PT e os partidos aliados quiserem que eu seja candidato, eu serei candidato, vou ganhar as eleições e vou consertar esse país. Esse país vai voltar a sorrir, as pessoas vão voltar a ser otimistas, vão voltar a sonhar e ter esperança. Mas eu não quero governar esse país como vocês. Eu quero cuidar do povo como uma mãe cuida dos filhos. Com o coração!”

“Quando a Dilma fazia investimentos de R$ 4 bilhões para o Minha Casa, Minha Vida, quase R$ 2 bilhões eram subsídios, porque a gente não pode querer que uma pessoa que tem uma aposentadoria rural deixe de comer para pagar prestação da casa.”

Para o deputado federal Silvio Costa, a perseguição cotidiana e maciça contra o ex-presidente tem um motivo claro: “Lula não é Lula. Lula é uma causa no coração das mulheres e homens!”

O parlamentar lembrou também seu passado de filho de trabalhador rural para saudar todas as políticas públicas implementadas pelo PT nos governos Dilma e Lula.

“Para mim hoje é um dia feliz, porque este é um dos maiores eventos dessa caminhada. Mas é também um dia triste porque faz um ano que esses canalhas tiraram a presidenta Dilma do poder”, afirmou.

“Esses caras tiraram a presidenta Dilma porque têm horror aos menos favorecidos, esse Michel Temer serve a parte dessa elite que roubou esse país por 500 anos. Quando olho nos olhos do senhor, presidente, vejo a solidariedade, o compromisso, o amor aos menos favorecidos”, encerrou.

Por sua vez, o senador Humberto Costa também lembrou a data em que a perseguição aos direitos do povo foi decretada. “Esse Temer está demonstrando que quer acabar com o direito do povo se aposentar, se alimentar pelo Bolsa Família, de ter uma casa pelo Minha Casa, Minha Vida”, denunciou.

“Quem não se lembra do povo passando fome no período de seca? Foi Lula quem trouxe Bolsa Família, Bolsa Estiagem, cisternas, a transposição do Rio São Francisco e a garantia de que nenhum nordestino morreria de fome num país tão rico como o Brasil.”

E prosseguiu: “O principal objetivo desta caravana é dizer ao povo brasileiro que, apesar de todos esses que estão aí, de todos que querem o povo nordestino escravizado, pedindo esmola e trocando voto por pão, o Brasil tem jeito, e o jeito que vamos dar é independente de eles quererem ou não!”

Veja como foi o ato na íntegra: 

Por Mariana Zoccoli, enviada especial ao Nordeste com a caravana Lula pelo Brasil, para a Agência PT de Notícias