Instituto Lula

Menu

Em BH: Instituto Lula lança mais 35 anos de história no Memorial da Democracia

04/07/2017 12:35

Museu digital das lutas democráticas do povo brasileiro agora traz também história do período de 1930 até o golpe militar de 1964

O povo brasileiro hoje tem liberdade para se expressar, para se organizar e se manifestar. Mas nem sempre foi assim. A democracia não caiu do céu. Demandou muita luta. Custou e custa o sacrifício de muitos brasileiros e brasileiras, desde os tempos do Brasil-Colônia até hoje.

O Memorial da Democracia, portal multimídia interativo do Instituto Lula, celebra essa história viva, escrita por todos que durante cinco séculos, lutaram pela justiça e pela liberdade.

Concebido por uma equipe de jornalistas, historiadores, educadores, artistas e pesquisadores, o Memorial é um espaço dedicado às lutas na construção de um país mais justo, livre e soberano. Seu objetivo é colocar à disposição de todos os brasileiros conteúdos dinâmicos sobre a longa caminhada desde a Colônia até o século 21 em busca de democracia com justiça social.

Lançado no final de 2015, o Memorial já contava com dois períodos recentes de nossa história. Agora, acabam de entrar no ar mais dois módulos. Todo o primeiro governo Getúlio Vargas está registrado no módulo 1930-1945, que retrata um momento em que o Brasil passou a ter um verdadeiro projeto de país, deixando de ser uma brincadeira das elites da República do Café-com-Leite. Já o módulo 1945-1964 resgata o momento em que o Brasil começou a construir uma democracia de massas e sonhou sair do subdesenvolvimento por meio de reformas há muito tempo adiadas.

image2.jpg
O Memorial trata em profundidade dos temas culturais da época

Em todos os módulos, a navegação pode ser feita através da linha do tempo e dos extras. A linha do tempo oferece cartões em ordem cronológica com informações sobre os principais fatos e eventos. Trata-se da forma básica de navegação. Ela é complementada pelos extras, que mergulham mais fundo em alguns temas que não se prendem a datas específicas, atravessando períodos mais longos. O novo lançamento inclui mais de 330 episódios e 24 extras.

O Memorial tem uma proposta multimídia, oferecendo aos visitantes textos, fotos, charges, desenhos, cartazes, panfletos e documentos, fac-símiles de notícias da imprensa, exemplares virtuais de jornais, áudios com trechos de canções e discursos, segmentos de filmes e vídeos etc. No caso dos Extras, a linguagem é intencionalmente mais leve e lúdica, buscando dialogar com o público jovem.

Guia do educador
Construído em parceria com o Projeto República, da Universidade Federal de Minas Gerais, o Memorial da Democracia vai ganhar ainda neste ano um “guia do educador”. Concebido na UFMG, esse guia será direcionado a professores que desejam usar o conteúdo multimídia do Memorial nas salas de aula. Além dos guias impressos, o material ficará disponível para download gratuito na internet.

Memorial na REDE

http://memorialdademocracia.com.br/

https://www.facebook.com/MemorialDaDemocraciaBrasil/

https://twitter.com/sejademocracia/

https://www.instagram.com/memorialdademocracia/