Instituto Lula

Doe agora
Menu

Os crimes que levam à suspeição de Moro

09/06/2020 11:08

Por Comitê Lula Livre

Nesta terça-feira, 9, completa-se um ano do início do desmascaramento da Lava Jato, numa série de vazamentos de mensagens de texto trocadas por Moro e a equipe de procuradores da operação. A série, produzida inicialmente pelo The Intercept Brasil e compartilhada depois com diversos veículos de imprensa, ganhou o nome de Vaza Jato e escancarou para o mundo aquilo que Lula e sua defesa já denunciava: Moro era corrupto como juiz.

Em mensagens trocadas pelo aplicativo Telegram e mais tarde reveladas pela Vaza Jato, e possível ter certeza da trajetória escusa trilhada por Moro em sua sede por poder. Primeiro ele condenou Lula sem provas para tirá-lo da disputa presidencial. Depois, ganhou em troca um cargo de ministro no governo que ajudou a eleger. Essa conduta causou espanto até nos procuradores da Lava Jato, como mostram as mensagens. Confira nos vídeos exclusivos.

Crimes e erros de conduta processual ficam latentes nas escandalosas mensagens reveladas. Moro viola o sistema acusatório e se torna juiz e acusador ao mesmo tempo, algo não permitido no Direito praticado no Brasil. Ele indica provas a serem usadas e também solicita que o Ministério Público emita notas contra Lula em pleno processo eleitoral.

Ao longo do dia, vamos relembrar os crimes revelados pela Vaza Jato, o maior escândalo judicial dos últimos tempos no país, e que, levados em consideração pelas autoridades, deve resultar na suspeição do ex-juiz em processo que está em análise pelo Supremo Tribunal Federal (STF), através de habeas corpus impetrado pela defesa do ex-presidente.