Instituto Lula

Doe agora
Menu

7 verdades sobre a reforma trabalhista

24/01/2022 12:05

Pinterest

A reforma trabalhista trouxe desemprego e precariedade no trabalho; conheça alguns fatos verificados em pesquisas recentes 



1 - O TRABALHADOR PAGOU O PATO
O golpe de 2016 interrompeu um período de ganhos salariais e de respeito aos direitos trabalhistas. A reforma alterou mais de 100 artigos da CLT prometendo trazer 6 milhões de novos empregos. Os direitos se foram, os empregos jamais vieram

2 - DESEMPREGO
Após 6 anos, a reforma trabalhista deixou um rastro de 13,5 milhões de desempregados, de acordo com os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad).

O número pode chegar a 14 milhões em 2022, segundo projeções da Organização Mundial do Trabalho (OIT). Além disso, 5,1 milhões de pessoas já até perderam a esperança e nem procuram mais emprego, os chamados desalentados.

3 - SAI A CARTEIRA, ENTRA O BICO
A reforma abriu espaço para os subempregos e o aumento da exploração. Hoje temos 38 milhões de informais, a grande maioria sem nenhum direito e superexplorados.

4 - MAPA DA FOME
O rendimento médio mensal da população cai e chega a R$ 2.213 em 2020, o menor patamar desde 2012, segundo o Pnad. Além disso, o Brasil volta ao mapa da fome e a insegurança alimentar atinge 7,5 milhões de pessoas, de acordo com a FAO.

5 – RICOS ENCHERAM O BOLSO
A reforma trabalhista é boa para alguns poucos. Com a mão de obra mais barata e sem direitos, o patrimônio dos bilionários brasileiros aumentou cerca de R$ 177 bilhões só durante a pandemia, segundo o Relatório da Riqueza Global, do banco Credit Suisse. Já os mais pobres vão levar pelo menos 14 anos para conseguir repor as perdas decorrentes do impacto econômico da covid-19, mostra o relatório “O Vírus da Desigualdade”, divulgado pela Oxfam na abertura do Fórum Econômico Mundial realizado em Davos, na Suíça.

6 - ESPANHA, "MODELO" DA REFORMA, VIVEU UM FRACASSO
A reforma trabalhista da Espanha de 2012 inspirou a reforma feita no Brasil cinco anos depois. Deu tão errado por lá que o governo anunciou a revogação neste ano.

7 - É PRECISO GARANTIR DIGNIDADE AO TRABALHADOR
Lula chama a atenção para a revisão da Espanha e qual deve ser o foco brasileiro: "A reconstrução do Brasil precisa começar pelo mais básico: garantir que todas as pessoas possam comer, tenham direito a estudar e trabalhar em paz”, escreveu no Twitter.