Instituto Lula

Doe agora
Menu

Corte no auxílio emergencial causará “explosão do desemprego”

11/09/2020 11:57

Foto: Reprodução/Reconta Aí

Membro do coletivo de economistas do Instituto Lula, André Calixtre conversou com Rafael Tatemoto, do portal Reconta Aí, sobre o mercado de trabalho em tempos de pandemia e governo Bolsonaro. Segundo Calixtre, “um dos principais efeitos do corte promovido pelo Governo Federal no auxílio emergencial será uma explosão da taxa de desemprego”. O economista prevê uma taxa de desocupação potencial de mais de 30% no país.

Confira na matéria de Rafael Tatemoto para o Reconta aí

Pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e doutorando na Universidade de Brasília (UnB), André Calixtre prevê que um dos principais efeitos do corte promovido pelo Governo Federal no auxílio emergencial será uma explosão da taxa de desemprego. Utilizando dados do IBGE, o economista estabelece uma taxa de desocupação potencial de 30,1% no país.

A análise de Calixtre parte do pressuposto de que o auxílio emergencial com patamar mínimo de R$ 600 – o que resultava em famílias recebendo R$1200 ou até mesmo R$ 1.800 – não só significou uma medida para minorar os efeitos da crise ao garantir o consumo, mas criou um contexto em que boa parte dos trabalhadores e trabalhadoras, principalmente informais, conseguiu ficar em casa sem procurar atividades laborais.

“Hoje sabemos com certeza que a contradição entre defesa da vida e proteção da economia não tinha fundamento”, afirmou ao Reconta Aí.

Para ler a matéria completa, acesse a página do Reconta Aí. A entrevista completa você confere no vídeo abaixo: