Instituto Lula

Doe agora
Menu

Em visita à Uniforja, Lula reafirma papel dos trabalhadores

27/05/2021 08:18

Foto: Ricardo Stuckert

Por Agência PT

O ex-presidente Lula visitou nesta quarta-feira, 26, a empresa Uniforja, uma cooperativa de trabalhadores em Diadema, na região metropolitana de São Paulo. Hoje em dificuldades, a empresa chegou a ter mais de 700 trabalhadores durante os governos Lula. Atualmente, a empresa conta com 300 funcionários, que tiveram seus empregos garantidos durante a pandemia. Além dos diretores da empresa, participaram do evento o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Diadema, Wagner Firmino de Santana, e o prefeito de Diadema, José de Filippi.

Na visita, Lula falou de sua tristeza em ver a fábrica com menos de 300 trabalhadores hoje. “Uma das principais clientes dessa empresa, a Petrobras, parou de comprar daqui pra comprar de fora. Diz muito sobre um país que, ao invés de exportar, hoje compra gasolina e óleo diesel dos EUA”, destacou o ex-presidente.

Diante da situação da empresa, exemplo do que ocorre em todo o país, Lula advertiu que “o debate é sobre soberania”. Para ele, “a Petrobras é do Brasil e do povo brasileiro“. “Eu não sei o que vai acontecer, mas quero que vocês saibam: a única luta que a gente perde é aquela que a gente não faz. E eu vou ser um soldado dessa luta.”

“Eu venho nessa fábrica que estou hoje desde os anos 70”, disse Lula “A vantagem de ser velho é essa. A gente viu muita coisa. Eu vi os trabalhadores da Uniforja se unirem contra o fechamento e assumirem a fábrica com as próprias mãos. Resistiram. E transformaram ela em uma cooperativa”, relembrou.

Lula destacou o papel dos trabalhadores na construção da empresa, que tem mais de 20 anos de atividade. “Como cooperativa, essa fábrica foi pra frente graças aos esforços desses corajosos trabalhadores e ao suporte do BNDES, criado pra incentivar o desenvolvimento industrial do nosso país. E e eles pagaram esse empréstimo com trabalho digno. Chegaram a quase 700 trabalhadores”, afirmou.

“Vocês não imaginam como me fez bem estar aqui hoje”, disse Lula em sua sua fala aos trabalhadores, diretores da empresa e lideranças sindicais e municipais presentes. “Encontrar cada trabalhador, receber o carinho de cada um. Temos muito trabalho pela frente. O povo trabalhador vai fazer desse país uma grande nação”, reafirmou Lula.