Instituto Lula

Doe agora
Menu

Instituto Lula: há 10 anos construindo o Brasil com o povo

15/08/2021 17:58

Foto: Ricardo Stuckert

Há uma década o Instituto Lula trabalha pelo desenvolvimento e pela redução das desigualdades no Brasil. Com o compromisso de elaborar e compartilhar políticas públicas, principalmente destinadas à erradicação da pobreza e da fome, o Instituto é hoje também um espaço de resistência em defesa dos direitos democráticos, de memória, de preservação do acervo e do legado do ex-presidente que transformou o Brasil.

Ao longo destes 10 anos de atuação, o trabalho do Instituto também esteve voltado ao compromisso com o acesso democrático à educação, à promoção da igualdade, à universalização da Saúde e ao desenvolvimento com sustentabilidade ambiental.

"Ao iniciar os dois mandatos que mudaram o Brasil para melhor, o presidente Lula levava consigo a convergência dos saberes para transformar a realidade nacional. Esse legado se converteu no ativo que mobiliza o Instituto Lula a seguir em frente, comprovando que o Brasil pode voltar a combinar exitosamente a democracia, o desenvolvimento e a inclusão social", acredita Marcio Pochmann, diretor-presidente do Instituto Lula. 

Instituto Cidadania

Para celebrar a primeira década de trabalho do Instituto Lula, é preciso lembrar a importância do Instituto Cidadania - que acompanhou a trajetória política de Lula até sua chegada à Presidência da República. 

Criado em 1993, foi no Instituto Cidadania que as primeiras viagens feitas por Lula e seus assessores às diferentes regiões do país foram pensadas e organizadas. Surgiam, então, as Caravanas da Cidadania, que percorreram, ao longo de sete viagens, 40 mil quilômetros em 24 estados, entre abril de 1993 e julho de 1994. 

Em Canindé do São Francisco (SE), uma das localidades visitadas pela primeira caravana

Foto: Reprodução/Memorial da Democracia

Foi a partir da experiência adquirida nessas viagens e com os diálogos feitos com a população de cada território que surgiram os insumos para a elaboração de projetos que, mais tarde, virariam políticas de Estado dos governos Lula. 

Políticas Públicas 

Entre os projetos que nasceram a partir de estudos e discussões no Instituto Cidadania, estão o Fome Zero, que foi a base para o Bolsa Família, um dos programas responsáveis por tirar o país do Mapa da Fome; o Projeto Moradia, que inspirou a criação do Minha Casa Minha Vida, além do Projeto Energia Elétrica, que acendeu o debate que culminou no Luz Para Todos, programa que levou luz e dignidade para 16 milhões de pessoas. 

A opção por transformar  o Instituto Cidadania em Instituto Lula veio em 2011, após o término do segundo mandato de Lula, e foi inspirada em iniciativas de ex-presidentes que criaram instituições semelhantes após concluírem seus mandatos e mantiveram-se na vida política. 

Iniciativas África e América Latina

Ao final do seu mandato, Lula decidiu seguir contribuindo com as causas nacionais e internacionais defendidas durante seus governos, especialmente o combate à fome, à pobreza e à desigualdade social na América Latina e nos países da África. 

Criada no Instituto Lula, a Iniciativa América Latina ajudou no desenvolvimento econômico e social da região e contribuiu na luta por um território latino-americano reconhecido e respeitado no mundo todo. Nos últimos anos, o Instituto participou e intermediou diversos encontros com movimentos sociais e intelectuais latino-americanos para debater os desafios à integração e propor saídas conjuntas para a região.


Foto: Ricardo Stuckert

Com a Iniciativa África, o Instituto Lula deu prosseguimento ao trabalho iniciado pelo ex-presidente de melhorar as relações do Brasil com os países africanos. Junto a acadêmicos, embaixadores, lideranças de movimentos sociais, produtores culturais, empresários, estudantes e dirigentes de organismos multilaterais, a Iniciativa teve como eixo central de atuação o compartilhamento das políticas públicas e projetos sociais de combate à fome e à miséria que deram certo no Brasil.

Legado transformador e preservação da memória

Faz parte também do compromisso do Instituto Lula a garantia de manter vivo o legado que mudou o Brasil durante os governos progressistas, além do resgate dos principais capítulos da história de luta pela construção da democracia, igualdade e justiça social em nosso país. 

Para isso, foram criados os projetos Brasil da Mudança, site onde estão reunidas as principais políticas públicas que transformaram radicalmente o país, e o Memorial da Democracia, um museu virtual para lembrar como a democracia no Brasil demandou muita luta e não caiu do céu. 


Foto: Reprodução/Memorial da Democracia

Diálogo com os movimentos sociais

Diretora do Instituto Lula desde 2017, Tamires Sampaio reforça que seu papel segue sendo o de aproximar, ainda mais, os movimentos sociais das atividades e diálogos organizados pelo Instituto, em especial os movimentos negros, de mulheres e LGBTQIA+. 

"O Instituto é um espaço de formulação de políticas públicas e de articulação com os movimentos sociais. Nosso objetivo daqui pra frente é aproximar mais ainda as pessoas que querem pensar o futuro do nosso país e, a partir dos nossos cursos de formação, impactar jovens de periferia e potencializar mulheres, em especial mulheres negras", diz Tamires. 

A primeira década do Instituto foi marcada pela elaboração e construção de novos horizontes para o Brasil. E, nos próximos anos, o compromisso do Instituto Lula continuará sendo o de caminhar lado a lado com o povo brasileiro e com a democracia. 

Visite, acompanhe e compartilhe nossas redes:

Instagram: @institutolula

Twitter: inst_lula

Facebook: /InstitutoLula