Instituto Lula

Doe agora
Menu

Lula desmente pelo menos três fakes no Ratinho

23/09/2022 12:24

Imagem: Reprodução SBT

Lula foi ao programa do Ratinho e, questionado sobre as fake news a respeito do BNDES, da regulação da mídia e do conteúdo de sua água, desmontou as principais mentiras bolsonaristas.

Do lula.com.br 

Lula desmentiu as fakes sobre o BNDES, a regulação da mídia e sobre sua água ser cachaça no programa do Ratinho. Esses temas circulam há anos por aí, e são mentiras tão repetidas que tem gente que já acha que é verdade. Nesta quinta (22), esses três clássicos do gabinete do ódio foram desmentidos com muita propriedade por Lula no SBT.

Quem tem a verdade do seu lado é assim: fala com tranquilidade e com a experiência de quem já fez uma vez e vai fazer melhor ainda agora. Lula quer cuidar do povo brasileiro e garantir uma vida melhor, com educação, emprego e salário decente.

Lula esclareceu em rede nacional de televisão que o BNDES não financiou obras na América Latina com recursos que deveriam ser destinados ao povo brasileiro. Explicou que regulação da mídia significa não permitir o monopólio dos meios de comunicação por poucos grupos empresariais. E que a água que ele toma enquanto discursa é, de fato, água.

BNDES

Essa é uma velha conhecida de quem apela para o desespero para abafar o desgoverno de Bolsonaro, e foi uma das fakes desmentidas por Lula no Ratinho. O banco não financiava obras em países estrangeiros, mas sim a exportação de bens e serviços brasileiros (o que incluía, também, obras de engenharia no exterior), além de investir em empresas brasileiras, situadas no Brasil e gerando empregos aqui, no próprio país, possibilitando a exportação seus produtos. 

Nos governos Lula, entre 2002 e 2010, o lucro do banco aumentou quase 18 vezes: passou de R$ 560 milhões para R$ 9,9 bilhões, incluindo o período da crise mundial de 2008. Nesse período, o banco triplicou sua participação, facilitando a presença de empresas brasileiras no exterior e estimulando a geração de emprego –  foram mais de 10 milhões. 

A insistente fake news de que o BNDES foi uma fonte de financiamento de obras em países da América Latina é fácil de ser desmontada por dois motivos. 

  1. O BNDES estimulou o desenvolvimento de empresas em 96% dos municípios brasileiros; cobriu apenas empregos no Brasil e bens nacionais; liberou financiamento ao exportador apenas em reais e no Brasil; 
  2. O principal mercado dessas exportações financiadas pelo banco foram os Estados Unidos, e não Cuba, Angola ou Venezuela.
@institutolula No Ratinho, Lula fala sobre obras no exterior. #lula #governolula #lulanoratinho #programadoratinho #ratinho #foryou ♬ som original - Instituto Lula

Segundo o advogado de Lula, Cristiano Zanin, sobre acusações falsas sobre o BNDES imputadas a Lula: 

“O ex-presidente Lula é vítima de lawfare, que nada mais é do que uma guerra travada por meio da manipulação das leis para atingir alguém que foi eleito como inimigo político. Uma das táticas de lawfare é o uso de acusações absurdas e sem provas. É o que se verifica nessa denúncia ofertada pelo Ministério Público Federal, recebida hoje (13/10/2016) pela Justiça Federal de Brasília.” 

E mais: essa mentira tem momento de aparecer. É quando questionam os gastos do Bolsonaro no cartão corporativo, os sigilos de 100 anos colocados por ele tanto no cartão, como nas visitas que ele recebe no Planalto fora da agenda oficial, ou sobre os 51 imóveis comprados em dinheiro vivo por ele e sua família. A tática é usada para mudar de assunto.

Eles mentem sobre um banco que gerava emprego e é essencial para fazer a roda da democracia e da economia girar. Agora você já sabe! E, se receber essa noticía fake, compartilhe o vídeo com a explicação que o próprio Lula deu no Ratinho. Aproveite e já converse com a pessoa que está reproduzindo a fake. Faltam poucos dias para a eleição presidencial mais importante das últimas três décadas e vamos conquistar mais votos. Agora é Lula no 1º turno.

Regulação da mídia não é censura

Uma grande mentira que todo mundo repete por aí para criar pânico, medo ou desespero nas pessoas, e que não tem o menor cabimento, é a de que Lula vai regular a mídia no sentido de que ela será comandada por ele. Não é nada disso! Há poucos dias para eleição, Lula segue ampliando sua vantagem sobre Bolsonaro nas pesquisas de intenção de voto e estão querendo reciclar a mentira velha pra te enaganar. Mas Lula explicou tudo no Ratinho e reproduzimos aqui a verdade.

Enquanto o bolsonarismo transforma o significado da expressão, tornando-a sinônimo de “censura”, a verdade é que a regulação da mídia diz respeito a não permitir o monopólio no setor das comunicações. 

A comunicação social precisa ser democrática. Ou seja, deve ser entregue a todos os cidadãos brasileiros e representá-los. Está na Constituição Federal que a comunicação social tem que ser ampla, diversa e plural. E, para isso, é preciso que o governo elabore leis, através do que tem sido chamado “Marco Regulatório”, para impedir que os meios de comunicação fiquem concentrados nas mãos de poucos empresários ou grupos empresariais. Sobretudo, é preciso que as políticas para o setor garantam soberania econômica, cultural e política nas comunicações.

Água é água (H20)

Outra das fakes desmentidas por Lula no Ratinho foi a de que o conteúdo das garrafas de água que Lula toma em seus discursos seria cachaça. Mentira velha, desesperada e apelativa. É óbvio que o que o ex-presidente bebe água (H20) ao longo de seus discursos.

fake news de que Lula tomaria cachaça em vez de água enquanto fala por vários minutos seguidos a seus eleitores é tão absurda que foi e segue sendo desmentida por diferentes agências de checagem, como UOL ConfereBoatos.orgAos Fatos e Reuters Fact-Check.

Temos dito que as fake news são como praga: você desemente uma e vez mais 10 em cima. E tem aquelas mentiras que ficam sendo requentadas. No caso das mentiras contada por Bolsonaro e seus asseclas, como seus filhos e ministros, elas servem, em geral, para gerar distração e escamotear algum mal feito grave do governo.