Instituto Lula

Menu

Lupi: Só os justos têm as convicções que o Lula possui

24/05/2019 10:53

Ricardo Coutinho, ex-governador da Paraíba, e Carlos Lupi, presidente do PDT, em visita a Lula nesta quinta. Foto: Joka Madruga

Declaração do presidente do PDT foi dada após visita a Lula nesta quinta-feira (23); Ricardo Coutinho (PSB), ex-governador da Paraíba, também participou do encontro

Da Agência PT 

A impressão de todos os que visitam Lula é, via de regra, a mesma: apesar do contexto desfavorável em que se encontra, o ex-presidente se mantém firme, animado e com disposição de sobra para enfrentar os constantes retrocessos do desgoverno de Jair Bolsonaro. 

Ainda assim, ele é capaz de impressionar e cativar até mesmo os que já o conhecem de longa data. “Só os justos têm as convicções que Lula possui”, declarou nesta quinta (23) o presidente do PDTCarlos Lupi, logo após visitá-lo no cárcere político na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

O líder pedetista teve a companhia do ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho (PSB) durante o encontro em que falaram sobre os principais desdobramentos políticos do país.

Lupi, no entanto, reconhece que o embate permanente para derrubar a narrativa que se arrasta desde o golpe e culminou na perseguição implacável ao PT e ao ex-presidente é uma luta árdua e que exige disposição extra damilitância.  “Lula está sendo vítima de um grande injustiça. Mesmo assim vi ele muito bem, forte, lúcido, olhando para o futuro do Brasil, para os mais pobres e fragilizados que estão sofrendo muito com este desgoverno”.

Joka Madruga

Ricardo Coutinho e Carlos Lupi na Vigília Lula Livre

Por desgoverno leia-se a desastrosa atuação de Jair Bolsonaro desde que assumiu o cargo mais alto da República para descumprir logo de cara a promessa de “pacificar o Brasil” – em seis meses, tudo o que fez o despreparado presidente foi vingar-se de todos os que refutaram o seu projeto entreguista.  “Este presidente está a serviço de interesses internacionais e do sistema financeiro”, resume Lupi.

Coutinho concorda. “As pessoas começam a perceber claramente que não há caminho. O Brasil de hoje não tem diálogo com o seu povo. Até os mais fanáticos, que ainda não dão o braço a torcer, começam a perceber que este país está cada vez pior”, lamenta o ex-governador.

Mesmo diante de cenário desalentador, Coutinho faz questão de dizer que Lula se mantém otimista e não desistiu de lutar pelo povo brasileiro. “A motivação dele para sair daqui inocentado e compor ao lado da sociedade está no semblante do ex-presidente. Lula também disse várias vezes que ele tem um interesse básico hoje: a questão da soberania nacional. O país está sendo vendido por ’30 dinheiros’. Lá no Nordeste venderam a concessão de 12 aeroportos pelo preço médio de um avião novo”, ilustra.

Lupi completa:  “Minha percepção (ao encontrar Lula) é de um homem que está firme e forte para a luta e que mostra a sua inconformidade diante da injustiça que está sofrendo. Afirma categoricamente que não vai descansar enquanto não provar a sua inocência (…) Podemos fazer muito pouco neste momento. Mas antes de sair eu virei para Lula e disse: até breve.  E lá fora”.

Assista a entrevista de Lupi e Coutinho: 

Por Henrique Nunes da Agência PT de Notícias