Instituto Lula

Doe agora
Menu

“Sérgio Ricardo não morrerá nunca”

24/07/2020 10:27

Em 2018, Sérgio Ricardo participou do Festival Lula Livre, no Rio de Janeiro / Foto: Agência PT

Nota de pesar pelo falecimento de Sérgio Ricardo:

Eu tive o prazer e a alegria de participar de muitas reuniões, atos e conversas com Sérgio Ricardo. Ele não era apenas um cantor, não era apenas um rebelde que teve a coragem de em pleno festival quebrar o violão e jogar em cima do público que o vaiava. Aquele gesto não mostrava a rebeldia de um jovem, mostrava a maturidade de um homem, que além de cantor e compositor, tinha uma cabeça política privilegiada. Ele pensava arte, pensava música, pensava cultura, mas sobretudo pensava política e pensava o Brasil. 

É esse homem pleno que eu aprendi a respeitar e admirar. Com quem participei de atos, seja pra conversar com artistas, seja nas várias campanhas políticas, no mesmo palanque, conhecendo de perto a alma política do autor da trilha de Deus e o Diabo na Terra do Sol e de tantos sambas e canções de protestos sobre o nosso país. 

Sérgio Ricardo nasceu, cresceu e morreu representando dignidade e caráter para que todo mundo soubesse que ele tinha lado. E o lado dele era sempre o lado do povo mais humilde, mais necessitado e mais vulnerável. Para quem aprendeu a te conhecer, Sérgio Ricardo, você não morrerá nunca. 

Quero dar os pêsames à família de Sérgio Ricardo e saibam que nem todo irmão é um companheiro, mas todo companheiro é um grande irmão e, você, Sérgio Ricardo, foi um grande companheiro.

Luiz Inácio Lula da Silva