Instituto Lula

Doe agora
Menu

Na Bahia, Lula discute racismo, fome e educação

26/08/2021 10:50

Foto: João Ramos

Por lula.com.br

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou a Bahia nessa quarta, 25, para encontros com partidos políticos, movimentos sociais e culturais, indígenas e movimento negro. O primeiro compromisso foi o encontro com o PT e representantes de organizações sociais ato “Combater a Fome e Reconstruir o Brasil”, na Assembleia Legislativa da Bahia.

O encontro reuniu organizações sociais do campo e da cidade, agricultores familiares, trabalhadores sem-terra, jovens, indígenas, servidores públicos e líderes sindicais. No encontro, Lula agradeceu o apoio das entidades na luta para provar sua inocência e as convidou reagir ao desmonte promovido pelo atual governo.

“O país só vai ser justo no dia em que o povo pobre não pedir favor para comer, quando recuperar seu direito de trabalhar com salário e regras decentes. (…) E ficou insuportável ver a diferença entre aqueles que têm e os que não tem. Em algum momento, nós vamos ter que ir para a rua. Ainda não tenho convidado ato de rua porque não quero ser irresponsável, mas vocês não sabem a vontade que eu tenho de fazer uma manifestação na praça Castro Alves”, discursou.

O ex-presidente lembrou que o país é o terceiro maior produtor de grãos do mundo e não precisa ter o povo passando fome. Lula também lamentou que as mulheres ainda sofram com a violência de gênero. “Sempre falo da minha mãe porque acho que a minha causa é a mesma que a dela. Ela apanhou do meu pai, saiu de casa com 8 filhos e ainda pariu um cabeçudinho que virou presidente da República. Ela só queria cuidar dos filhos. E eu quero cuidar do povo brasileiro”, afirmou .

Lula também criticou o racismo no Brasil. Ele destacou visitou e ampliou a relação do Brasil como países africanos , citando a dívida história do país com os africanos e indígenas escravizados.

Agenda na Bahia

Nesta quinta, a agenda do ex-presidente começa com visita à Policlínica, um dos marcos da gestão de Saúde do atual governo do PT na Bahia. Na sequência, ainda na Policlínica, o ex-presidente concede entrevista coletiva à imprensa. À tarde, a partir das 17h, Lula tem encontro com representantes do movimento negro, na Senzala do Barro Preto.
Já na sexta pela manhã, o ex-presidente deve visitar o Complexo de Tecnologia e Inovação do Senai/Cimatec.